A tal da taxa de rejeição

Entenda o que é taxa de rejeição e saiba o que fazer para diminui-la

Taxa de rejeiçãoVocê sabe qual é a taxa de rejeição do seu site? Não, né? Mas é muito importante saber! Na verdade, até mais importante do que o número, é fundamental uma compreensão a respeito do que a taxa de rejeição significa.

A taxa de rejeição – ou bounce rate, como a galera que fala difícil costuma dizer – é o percentual de usuários que entraram no seu site e saíram sem visitar nenhuma outra página. Ou seja, o cara entrou em determinada página, leu o que tinha lá (ou nem isso :/) e depois foi embora do site, sem ter clicado para visitar um outro link.

Exemplo: 100 pessoas entraram no seu site, mas 40 não passaram da 1ª página. Sua taxa de rejeição será de 40%.

Se depois de ler isso você ficou com vontade de saber a taxa de rejeição do seu site, saiba que isso é possível através de ferramentas gratuitas, como por exemplo o Google Analytics. Aqui na Origgami TODOS os sites que fazemos são integrados ao Analytics, embora a gente saiba que a maioria dos clientes não tem o costume de olhar os dados estatísticos de seus sites (sim, isso é uma bronca!).

Mas Raphael, existe uma taxa aceitável?

Odeio responder que depende, mas realmente depende do tipo de site que estamos falando. Um blog, por exemplo,  geralmente possui taxa de rejeição alta, principalmente porque os usuários chegam num artigo e vão embora após a leitura. Já um site institucional de serviço possui a taxa menor, pois o comportamento padrão do usuário é navegar pelas páginas para conhecer melhor os serviços, pegar os contatos, etc.

Fiz uma tabelinha baseada num estudo do Quicksprout. Dá uma olhada e vê se o seu site está de acordo:

Varejo – 20 a 40%
Landing pages simples – 70 a 90%
Portais – 10 a 30%
Sites de serviço/FAQ – 10 a 30%
Venda de serviços – 30 a 50%
Sites de conteúdo – 40 a 60%
Blogs – 70 a 98%

Sabe de algum macete?

↑ ↑ ↓ ↓ ← → ← → B, A e Start

Tá, eu entendi que você não quer um macete para transformar o árbitro em cachorro no International Superstar Soccer (eu precisava mostrar que ainda lembro). Mas, sim, tenho 3 dicas bem básicas para a taxa de rejeição do seu site ficar menor.

DICA 1 – Pelo Analytics você consegue identificar fontes de tráfego que geram menor rejeição, então aposte nelas na hora de fazer campanha;

DICA 2 – Crie mais botões para páginas internas do site;

DICA 3 – Coloque mais informações sobre seus produtos ou serviços. Não tô falando daquele texto massante, mas se o usuário está procurando por alguma coisa, certamente ele vai clicar para ler mais a respeito.

Por fim, acho interessante confessar a vocês que o próprio site da Origgami possui uma taxa de rejeição alta – em torno de 80%.

analytics

Essa nossa taxa está bem na meiuca da taxa média de blogs que coloquei acima (70 a 98%). Ou seja, apesar de alta, nada anormal.

Mas o site da Origgami é de serviço, não um blog!

Maaaaaais ou menos. Somos sim um site institucional de serviço, mas também somos blog (dá pra ver que este post não tá na Globo.com, né?). E este post que você leu até o final provavelmente será lido por pessoas que chegaram até aqui através do Google ou outros sites de busca, e que vão embora ao final, seja para seguir com suas pesquisas ou para aplicar as dicas que leram aqui – ou porque alguém chamou no Messenger mesmo.

Em todo caso, se você puder, contribua para a redução da nossa taxa de rejeição e clique AQUI. Você apenas será redirecionado para a página inicial do nosso site 😉

Atualização (01/02/2017):

Já que falei sobre o site da Origgami, o Medina me lembrou de outra coisa que faz a nossa taxa de rejeição ser elevada: nosso site é one-page. Sites one-page são aqueles que você consegue navegar por várias páginas só usando o scroll do mouse (ou a setinha, como prefiro). Então, se assim como o nosso o seu site também é one-page, não se espante com um percentual alto de rejeição!