Santa base de clientes

Cuide bem da sua base de clientes e garanta projetos com menos esforço!

 

Tô com vontade de puxar a orelha de todo mundo que não possui uma organização mínima da sua base de clientes. #prontofalei 😛

Guardar, pelo menos, nome, telefone e e-mail de quem já confiou na gente é um feijão com arroz que tem faltando no prato.

Como sei disso? Ultimamente tenho visto muitos com dificuldade até mesmo de montar um mailing para disparo de newsletter :/

 

Oportunidades dentro da base de clientes

 

É muito comum a gente tender por uma busca incessante por leads e deixar de lado nossa base de clientes, mas,  na prática, quando vemos os números, quase sempre é mais fácil fechar serviços dentro da base de clientes do que com até então desconhecidos.

Na semana passada, por exemplo, sentei com o Medina para um teste baseado em duas ações simples:

 

  1. Listar todas as empresas que são ou já foram clientes da Origgami;
  2. Separá-las entre “clientes de um único contrato” e “clientes recorrentes”.

 

O resultado surpreendeu positivamente, pois apontou que 86% dos nossos clientes retornam para serviços futuros, número que ouso afirmar ser impossível atingir numa campanha de prospecção.

Com isso, deixo a pergunta: vale a pena queimar toda nossa energia apenas para prospectar novos clientes?

 

Infos para a base de clientes

 

Veja bem: não estou falando aqui pra você parar de prospectar, apenas pelo menos dividir seu esforço em ações para sua base de clientes. E aí o ponto de partida é ter todo mundo catalogado bonitinho.

Como disse lá em cima, guardar nome, telefone e e-mail é o básico do básico, então, se você já tem isso, ótimo. A partir de hoje colha outras informações para catalogar, como por exemplo:

 

– endereço;
– tipo de serviço prestado;
– data que o serviço foi prestado;
– orçamento/prazo;
– aniversário do responsável;

 

Com esses dados você poderá promover várias ações para “conversar” com sua base, desde um contato para revisão de serviço até um envio de cartão de aniversário.